Arquivo da categoria: Relacionamento

Sexo Lésbico – Atração perigosa, parte 1

O que leva os homens a sentirem atração por duas mulheres juntas?

        Todo mundo já se perguntou qual serio o motivo que está por trás de todo o desejo e atração do sexo masculino em ver duas mulheres se beijando ou até mesmo indo aos finalmente.

        O que exatamente os atraí os homens para o sexo lésbico afinal? Por que essa situação remota a uma das mais fortes fantasias masculinas?

#sexo lésbico para esquentar o seu dia

sexo lésbico

        Oras, muito mais do que uma vontade, temos que entender de que forma se deu a evolução do ser humano, de acordo com Darwin, e também de acordo com a religião, os dois carros chefes do pensamento humano até hoje.

Para enxergar o homem, na cadeia evolutiva de Darwin, é necessário compreender o desenvolvimento da espécie mais forte, que possuía características suficientes para sobreviver. A este, que possuía o instinto de prover e caçar, ficou responsável pela posição de poder e sexualmente ativo, onde o macho alfa do grupo podia ter várias mulheres ao seu lado, justamente para colocá-lo em um patamar acima dos outros, em contrapartida da mulher, que foi evoluindo como objeto de perpetuação da espécie e sendo vista como troféu.

        É claro que com os tempos modernos, junto da entrada das mulheres na política e mercado de trabalho, por exemplo, muitas coisas mudaram e isso em grande escala, mas algumas atitudes e até mesmo o posicionamento de muitos homem (e até mesmo mulheres, acredite), seja por cunho religioso ou cultural, ainda é o de que o homem é o genitor, e a mulher, sua dádiva.

Na religião encontramos evidentemente esse mesmo posicionamento, ainda preconceituoso e machista, quando a Bíblia retrata, em seu Antigo Testamento, que Adão, o primeiro homem na terra, foi responsável pela costela dada para a criação de Eva, e ela, fraca e sem virtudes, acabou cedendo ao pecado na forma do fruto proibido, que hoje poderíamos ler como o sexo.

Mas, okay, vocês ainda não entenderam aonde quero chegar com tudo isso, certo? Sim, pode estar confuso, mas já vou me explicar.

Justamente por termos visto que desde sempre a figura do homem, seja através da religião ou da evolução, desempenhou o papel que conhecemos como do macho e a mulher seu prêmio, podemos tentar compreender o apelo sexual que se encontra nisso.

A admiração do homem pela mulher e sua vivência enquanto objeto sexual está explícito desde sempre, seja culturalmente falando ou por instinto, e cabe a isso o interesse sexual tão forte. Os homens heterossexuais têm então esse desejo muito grande em torno do sexo feminino, o troféu por conta de sua masculinidade e isso reflete também na hora de ver duas mulheres juntas fazendo o sexo lésbico.

Ali, naquela relação, eles veem o ideal de relacionamento, ou seja, seu troféu, a coisa que mais dá valor (como objeto sexual) juntamente com outra mulher, ou seja, com outro troféu. Poderíamos dizer que seria como ganhar na loteria, o prêmio em duas vezes, o objeto de desejo sexual duplicado.

Além disso, tem a questão da provocação própria do sexo feminino que também serve como a maior fonte de excitação possível, afinal, além de ser duas mulheres se pegando, são duas mulheres se pegando de uma forma a provocar o cara, a fazê-lo desejar entrar ali.

sexo lésbico na boate

Então, falamos do fato de ser o que o homem mais almeja em dose dupla e como não gostar?

São fantasias impostas culturalmente, religiosamente e também sexualmente, então, por mais que tentemos encontrar uma resposta, será somente as famosas especulações para tentar entender, sendo que a única certeza que temos é que eles gostam sim e muito, por sinal.

Para a fantasia ficar completa só se for uma Loira e uma Morena se pegando nervoso!

Agora, e as mulheres? Será que elas gostam de ver dois caras juntos? Como funciona?

Na próxima semana, nós aqui da equipe do CameraHot tentaremos desvendar esse mistério também!

Sexo anal, parte 1

Os preconceitos e medos que confundem os homens na hora de sentir prazer através do sexo anal

Podemos nos dizer livre de qualquer preconceito no que diz respeito a sexo e sexualidade, certo?

Errado!

Apesar da grande e perceptível evolução que vislumbramos cada dia mais, ainda mais se comparado a mínimos cinquenta anos atrás, infelizmente alguns assuntos ainda mexem com grande parte da sociedade, criando certo desconforto e até mesmo tipos de julgamentos indevidos.

        A isso cabe o nome de tabu, referindo-se à prática reprovável de alguma coisa a partir de convenções sociais, religiosas e culturais. Resumindo, tabu pode significar algo impuro e ruim em contraponto com alguns padrões morais estipulados, onde há, inclusive, o medo de se falar sobre, a necessidade de ignorar o fato, porque, caso contrário, você estará indo contra a moralidade.

sexo anal

        E é sobre isso que falaremos hoje, afinal, para vocês, sexo anal ainda é tabu?

Para todos os homens, ou melhor, para todos os homens que veem na heterossexualidade um motivo de ser e se classificar, e afirmam, veementes, que dar o cu é coisa de gay, sexo anal é sim tabu, porém, no que diz respeito ao próprio ânus, é bom deixarmos claro, afinal, esses mesmo que não dão o próprio cu, são justamente os que mais gostam de fazer sexo anal com suas mulheres.

Todos nós sabemos (e estamos cansados de ouvir) que homem que é homem não pode gostar de dar o cú e se o gostar, é bicha. E isso, evidentemente, não diz respeito somente a homens com homens, os heterossexuais não permitem, por exemplo, que suas mulheres cheguem perto de sua bunda para um fio terra, quem sabe.

_______________________________________________________________________________

Dicionário

Fio terra: é o ato de introduzir o dedo no ânus durante a relação sexual, estimulando a próstata, o que acaba por acarretar bastante prazer para o indivíduo.

_______________________________________________________________________________

Ou seja, independente se você está com uma mulher ou um homem, o cu é tabu e será taxativo de homossexualidade, o que muitos dos caras héteros não querem. Puro preconceito.

Para esses que são mais cabeçudos, é bom saber que o sexo anal, principalmente para eles (sim, o prazer do sexo anal é masculino, não feminino), é uma forma de excitação sem comum, visto que o orifício externo possui diversas terminações nervosas.

sexo anal camerahot

Quando estimuladas, essas terminações nervosas geram grande excitação sexual, da mesma forma como ocorre ao clitóris das mulheres e o prazer, se somado ao prazer da estimulação da próstata, outra região erógena, pode ser cabível de ejaculação.

A excitação vem, então, do toque e não da pessoa que o está realizando, por isso chega a ser incabível um homem se considerar homossexual por sentir prazer nessa região.

Afinal, o que faz de um homem gay é o interesse por outros homens, não a forma com que sente prazer e, minha gente, o corpo humano é uma caixinha de surpresas, quem imaginaria que a próstata, por exemplo, pode ser tão excitante quando tocada.

Para compararmos, antes do século XIX, a prática do sexo anal masculino acompanhava a vida de muitos homens, ao longo dos séculos, chamada de sodomia. Somente no século XX, a ideia vigente passou a ser a de que os desejos eróticos relacionados a região anal são próprios e exclusivos de homens homossexuais.

Essa cultura que prega que os “machos” não podem dar o cu, é a mesma que defende a ideia absurda de que as mulheres só devem cuidar da casa e que negros não tem tantos direitos quanto brancos.

É uma cultura ainda muito machista, preconceituosa, que se prende mais a estereótipos do que a forma pura do prazer, o que, sério mesmo, não está nada certo.

#sexo anal

sexo anal

Então, a nossa maior dica é, se você, cara, conseguir livrar sua cabeça desses preconceitos incutidos geração por geração, poderá perceber que além do que é dito “certo” e “errado” existem muitas variações e que o prazer é para ser sentido, não transformado em um pecado, crime ou tabu.

E como eu sempre digo experimentar é a primeira ação para poder dizer se gosta ou não.

Na próxima semana, ainda falaremos ainda o sexo anal, mas abordando o lado das mulheres; todo o medo de se soltar para essa forma de prazer durante a relação e algumas maneiras de tornar o ato, que não é em si tão prazeroso para elas, em uma forma de carinho e contato bacana, sem traumas e excitante sim!

Aguardem!

Primeira vez masculina

O tabu da perda da virgindade não aterroriza somente as meninas; confira as dicas do Camerahot para os rapazes que vão ter sua primeira vez

Estamos no século XXI e, junto dele, vimos crescer diversas tendências, seja acerca da tecnologia, comportamento e, também, pode acreditar, do sexo. Já vivemos cercados por certa liberdade sexual, ou melhor, vivemos experimentando muito mais do que há cinquenta anos e, por consequência, chegando a patamares muito diferentes do que se tinha antigamente.

        Aos poucos viemos quebrando tabus, certo? A mulher passou a se pronunciar mais em ralação a sua sexualidade e feminilidade, ganhando maior espaço na sociedade e também na cama. Porém, sempre que pensamos em libertação sexual, vem à mente o sexo feminino, certo?

        O que muitos esquecem é que, apesar da figura da mulher ainda estar marcada por muitos estigmas sociais, a população masculina também sofre suas dores de cabeça, mas nunca recebe muita atenção por elas.

Por quê?

À uma sociedade machista, criou-se a vertente de que todo homem já nasce com suas responsabilidades e obrigação, não podendo falhar no que diz respeito ao fato de ser o provedor da família, de propiciar prazer à mulher com quem está; simplesmente ao fato de que existem tantas quantas obrigações para eles quanto para elas, independente do ato sexual em si.

Mas, justamente por conta disso, por se acreditar que todo homem já deve ter todas as respostas para suas perguntas, deixou-se de explicar e dar atenção a muita coisa que também os deixam com a pulga atrás da orelha.

Primeira vez masculina 2

Um exemplo disso é a primeira vez masculina.

Ao acionarmos o buscador Google, diversos sites e programas são exibidos, discutindo a primeira vez da mulher, a perda da virgindade delas, porém, muito pouco desses sites também abrem esse espaço para discutir sobre a primeira vez dos homens.

Meninos, uma pergunta rápida: vocês não ficaram nervosos antes da primeira vez?

A resposta é sim e evidentemente por conta de toda a pressão psicológica que se coloca ainda hoje na figura masculina. Antigamente, para o cara aprender a fazer sexo, o pai o levava a um puteiro, simplesmente porque o filho deveria saber e pronto. Apesar disso já não acontecer com mais tanta frequência, a pressão é a mesma; é como se os homens já tivessem que nascer fazendo o melhor sexo do mundo e, não é tão simples assim.

O melhor sexo do mundo não existe propriamente dito em exemplos, mas sim diante de uma combinação de fatores que o tornam o melhor:

  1. Química e o desejo de ambos
  2. Segurança no que vai fazer e boa autoestima
  3. Ambiente adequado
  4. Experiência de cada parceiro

Colocamos a experiência de cada parceiro em quarto lugar, justamente para desmistificar essa visão de que você já tem que ter feito muito sexo e ter tido muitos parceiros para mandar bem de cama.

É importante? Claro que é, mas não o item de maior valor, afinal, só pode ser considerado importante pelo fato que, ao ter tantos parceiros, você se torna muito mais seguro, confiante de si, ou seja, nosso segundo importantíssimo item.

Primeira vez masculina

Pensando nisso, rapazes, fizemos uma lista de dicas para você que vai perder a virgindade, ter sua primeira vez e, não, não tem ninguém para responder suas perguntas.

O que fazer:

Uma das primeiras dicas é a masturbação. Conhecer o próprio corpo e saber medir o prazer é necessário para que o sexo não acabe muito rápido.

Ao se masturbar, você estará conhecendo sua necessidade e também maneiras de segurar a ejaculação, ou seja, testar seus limites e encontrar táticas para prolongar o prazer, porque, olha a dica, mulher nenhuma gosta do cara que goza nos primeiros cinco minutos.

A ansiedade também pode atrapalhar muito, visto que não o fará aproveitar todos os momentos com sua gata, então, deixe de lado a pressão que existe em torno disso e se joga de cabeça.

Contar para a menina que é sua primeira vez também pode ajudar, afinal, nós não somos bruxas maquiavélicas que gostamos somente de homens experientes, conversado tudo se ajeita, o casal fica mais relaxado e estimulado.

Não se cobre demais. Isso também pode acabar trazendo transtornos na hora H, atrapalhando todo o controle de ansiedade falado antes.

Ah, e seja natural. Nós, meninas, percebemos quando um cara só está tentando impressionar e isso, apesar de bom, acaba deixando a transa meio sem graça.

Você impressionará bem mais se estiver relaxado e curtindo o momento do que tentando mostrar que é o melhor de cama.

E, por fim, se você realmente quer se sair bem com aquela gata, invista nas preliminares. Sim, todos já estamos cansados de falar das preliminares e muitos homens acham que sabem fazê-las bem, porém, só seguem um roteiro de pescoço, seios, barriga e sexo oral.

Preliminares não é só isso. O corpo feminino é como uma montanha russa e em todos os pontos, cantos e curvas, é apto de sentir prazer, seja com o toque dos dedos ou da língua.

Explore todos os lugares possíveis, com calma, saboreando cada reação da parceira, você a verá estimulada a cada toque, então não precisa ter pressa. Curta vê-la sentir prazer, logo sua vez já chegará!

O que não fazer:

Sempre são indicados que o rapaz, antes de sua primeira transa, veja bastante conteúdo pornô para saber o que e como uma mulher gosta de ser pega, porém, esse pode ser o Oasis, mas também a perdição.

Filmes pornôs muitas vezes retratam a figura da mulher como submissa, mostrando-as, em sua maioria, como mulheres que gostam de tapas e puxões de cabelos; sim, nós gostamos, porém, não no primeiro sexo.

Primeira vez masculina

Para isso, é necessário mais intimidade entre o casal, então novinho, não tente ser aquele galã de filme pornô com sua menina, pelo menos pela primeira vez, carinho e olhos nos olhos é a técnica mais segura.

Agora nos diga, restaram algumas dúvidas? Então, por que não entrar no nosso chat e consultar uma de nossas Deusas do Sexo?!! As nossas meninas, sim, as mais bonitas do Brasil, estarão prontas para tirar todas as duas dúvidas e dar muito mais dicas para que sua primeira vez seja excelente!

Do que eles gostam?

Na cama é unânime, vale tudo entre quatro paredes

Ainda em clima de Dia dos Namorados, que foi semana passada, nós da BoateAzul resolvemos fazer uma lista com as coisas que mais agradam os caras durante a relação sexual.

Afinal de contas, do que eles gostam na hora do sexo? ? O que mais os agradam e deixa no clima? O que não se deve fazer? Essas e outras dicas foram escolhidas a dedo por nossa equipe depois de conversar com alguns rapazes a respeito.

Vale lembrar que, é claro, cada experiência é única e vai de pessoa a pessoa, mas vamos fazer um geral e depois você pode nos dizer se concorda ou não.

E também, não percam vocês, mulheres, que na próxima sexta a hora é de vocês. Vamos falar sobre as coisas que mais gostamos no sexo (e meninos, vale a pena vocês lerem para sempre acertarem).

Pele macia: você pode achar que é só mulher que se importa com isso, mas não, os homens também gostam. Durante o sexo, o toque dos corpos e das mãos sobre os corpos é bem mais intenso. Passar os dedos sobre a pele lisinha, macia é um ponto positivo, vale a pena investir em cremes pós-banho para isso.

descubra do que eles gostam de verdade

Cheirosa: todo homem gosta de mulher cheirosa, seja aquele perfuminho clássico ou até mesmo com o cheiro de cremes e óleos corporais. Sabonetes também contam. Na hora H, o contato com o corpo nu perfumado acaba atraindo mais, vez que além de tocar o corpo com os dedos, aproveita para beijá-lo, lambê-lo, mordê-lo, o que um bom cheirinho é ótimo.

Lingerie: toda mulher quer fazer aquela surpresa para o namorado comprando a melhor e mais cara lingerie da loja, investem em calcinhas e sutiãs vermelhos, rendas, bordados, tudo para a noitada, porém, depois de uma pesquisa realizada pela Revista Galileu ficou comprovado, somente 25% dos homens reparam em lingerie. É claro que ir com uma calcinha furada também não conta, certo?!!

Depilação: apesar de não ser imprescindível, eles apontam que para conseguirem fazer um bom oral, preferem que a mulher esteja bem depilada, de preferência a depilação brasileira, ou seja, aquela que deixa limpinha, sem nenhum pelo.

Atitude: apesar de ser coisa de homem dominar a relação e comandar os movimentos, a maioria deles afirmam que gostam quando ela começa a dar as ordens e os pegam de jeito. É bom para diversificar e também demonstrar o tamanho interesse delas.

Massagem sensual: assim como nós, mulheres, os homens também gostam de ser acariciados com as pontas dos dedos por todo o corpo. Vale beijos, lambidas, mordidas, massagem, carícias, tudo para esquentar a relação. Tocá-lo com os seios e até mesmo se tocar na frente dele, também são ótimas pedidas.

o eles gostam de verdade no sexo

Tapinhas e palavrões: como estão entre quatro paredes e vale tudo, é bom sempre dar uma diversificada, oras. Há o dia de fazer amor e o dia de fazer um sexo mais selvagem. Apostar em algumas expressões de baixo calão entre um tapinha no rosto e outro também é ótimo. Diga não a monotonia na cama!

Mamilos: a última dica é tão boa para as mulheres, por que não ser para os homens? Muitos deles tem vergonha de admitir, mas os mamilos são tão sensíveis quanto os da mulheres, então, aposte em lambidas e beijos, ele vai pirar!

Agora, o que eles NÃO gostam: uma única opção é o fato de algumas mulheres ainda serem tímidas na cama. O sexo é um momento de intimidade entre quatro paredes, então eles não entendem como as parceiras não conseguem se soltar facilmente. Se ela tem vergonha do corpo ou é toda cheia de frescuras, isso é um agravante na hora.

Relacionamento aberto

Devido às mudanças recorrentes do tempo, até mesmo as formas de se relacionar vem modificando, o Relacionamento aberto é uma delas.

Os tempos já são outros. Cada dia que passa as pessoas ficam mais desencanadas e desinibidas; no que diz respeito a sexo então, mais ainda. Já é tempo de experimentalismo, de novas descobertas, além do fato de deixar de julgar o caráter da pessoa pelo que lhe é agradável na cama. Nossa sociedade vem se posicionando e firmando melhor no que diz respeito a isso, abrindo portas a coisas nunca imaginadas antes.

Uma das novidades do século XXI é a diversidade que podemos perceber nos próprios relacionamentos, que vão se adaptando a cada realidade nova. Antigamente, por exemplo, nunca que iríamos imaginar iniciar um relacionamento online, ou seja, conhecer alguém pela internet e manter algum contato até se conhecer pessoalmente. Quem diria então, imaginar entrar em algum chat com webcam e poder conversar com outras pessoas que também se interessam pelo sexo online?

large

São essas e outras adaptações que temos visto ultimamente, mas não é só na internet que a vida vem se adaptando.

Relacionamento aberto? Já ouviu falar?

Sim, é exatamente isso que o próprio nome já diz, um relacionamento que tem abertura para qualquer coisa. Qualquer coisa. Como todos dizem, existem pessoas que tem tanto amor para dar que ficar com apenas um parceiro não seria o suficiente, é necessário essa aproximação com outras pessoas, às vezes com pessoas do mesmo sexo, somente para dar uma diversificada ou então sustentar a teoria do amor livre, tão cultuada pelos hippies.

Essa escolha de um relacionamento aberto ou casamento liberal não é fácil, apesar de tudo. A visão criada e passada para nós de relacionamento é sempre aquele desejo romântico de sentir-se único, exclusivo. A barreira do ciúme é, ainda hoje, o maior impeditivo ao querer manter esse tipo de relação.

tumblr_nbwmadByN01rizz8go1_500

Para Karina, 28 anos, é necessário saber a delimitação entre envolvimento afetivo e desejo sexual. “Se você não tem isso bem certo na sua cabeça, acaba se atrapalhando toda e o relacionamento não vai para frente.”

A menina namora há cinco anos com Lucas, 30. “Desde o início ele deixou claro que queria se relacionar dessa forma. Para mim foi um baque, mas como estava curiosa, aceitei e estamos juntos até hoje.”, comenta ela.

O relacionamento aberto não é, de forma alguma, falta de respeito para com o parceiro. A maioria dos casais que vivenciam esse tipo de experiência, como Karina e Lucas, evitam ficar com outras pessoas em frente do parceiro (a).

relacionamento-aberto-keep-calm-just-sex-friend-

É claro, foge-se à regra quando o casal tem o gosto, sutil, por casas de swing, por exemplo, lugares nos quais a troca de parceiros sexual é recorrente e comum.

Mas, para que esse tipo de relacionamento dê certo, algumas regras devem ser colocadas na mesma, visando um melhor entendimento entre o casal e o resto do mundo.
Deve ter muito diálogo aberto e franco sobre medos, fantasias, desejos, entre ambas as partes, estipulando algumas regras básicas do que pode ou não ser considerado “aberto”; cabe ressaltar que isso pode levar algumas semanas, talvez meses, e é de extrema necessidade o consenso entre ambos.

Uma coisa que deve estar claro na cabeça de ambos antes de entrarem nesse tipo de relacionamento, é o motivo de fazê-lo, ou seja, nunca buscar esse tipo de companhia como uma tentativa de flexibilizar as cobranças ou desconfianças e salvar o casamento.

Além do mais, é necessário que o casal tenha muita clareza no que busca e que sejam maduros suficiente para encarar essa vivência, aceitando e sabendo lidar com os ônus e bônus.

Não é fácil, afinal, porém, é uma forma de relacionamento que vem sendo muito mais comum do que podemos imaginar. O ideal de amor perfeito está aos poucos se desmoronando e é por conta disso que essas novas brechas vêm se abrindo.

Mulheres que gostam de sexo

Porque estar no controle não é só coisa de homem

Hoje, em comparação às décadas passadas, é fato que depois de tanta luta para tornar-se possível, conquistamos uma liberdade sexual muito maior do que nossos pais, avós e bisavós algum dia poderiam pensar existir. Essa liberdade para experimentações, a vivenciamos desde cedo, seja através da televisão e internet. E assim como o próprio perfil comportamental da sociedade que vai, aos poucos, evoluindo, esse desenvolvimento pode ser considerado a peça chave para moldar o perfil atual de nossa população.

        O que seria dito se, há cem anos, pudessem prever que as mulheres-que-gostam-de-sexo-são-mais-ousadasmulheres usariam roupas curtas? E se soubessem que no século XXI, as mulheres poderiam trabalhar fora e manter relações sexuais com quem escolhessem.

Afinal, não é mais do que de conhecimento público que até pouco tempo atrás, o sexo feminino nada mais era que necessário para os cuidados do lar e da família, incumbindo os chefes de família (mais conhecidos por homens) a ficarem responsáveis pelo alimento e sustento. Dessa sociedade machista, evoluímos, apesar de ainda de forma tímida, conseguindo encontrar nosso lugar no mundo e na sociedade, mostrando nosso valor e força, se unidas.

Entretanto, ainda existem algumas barreiras preconceituosas que permanecem no imaginário, principalmente masculino e/ou religioso, ligadas ao sexo e a figura da mulher. Afinal, quantos/quantas (sim, esse não é um típico pensamento somente masculino) de vocês nunca pensaram que mulheres que tomam a iniciativa, e admitem, sem pudores, gostar de sexo, não são para casar?

Infelizmente, muitos. Talvez seja porque a imagem de uma mulher segura de si, uma mulher que consegue manter o controle e as rédeas da situação, assuste um pouco. Afinal, antigamente, isso era coisa somente do homem. Eles deveriam ter o controle de tudo, somente eles. E, a partir de agora, que os papeis começam a se igualar (deixando claro que igualar, não inverter), não é cabível essa apreensão, não quando não se há um mínimo de noção, leitura e interpretação da sociedade atual e sua evolução.

É claro que todo esse medo masculino faz parte do próprio instinto do sexo, que sempre permaneceu na cadeia como macho alfa e reprodutor. É como se, de repente, eles sentissem que perderam seu lugar na “corrida da evolução”, mas, o que mal sabem, é que se aprenderem a ver essa igualdade como a coisa boa que o é, melhor seria (para ambos).

Dado a isto, é impossível continuar visualizando o sexo feminino como devotado a casa e seus cuidados, valorizando a castidade e a pureza. Hoje, as mulheres mais seguras de si, é claro, são as que se dão melhor, seja em trabalho, amizades ou relacionamentos, ou então, e fiquem pasmos, no sexo.

Mulheres que gostam de sexo

mulheres-que-gostam-de-sexo-são-melhores-de-cama

Essa segurança, assim como, admitir que gostamos de sexo, são úteis para a construção da igualdade que nossa sociedade aos poucos vem se baseando.

E para você que ainda tem um pensamento conservador sobre mulheres seguras em relação a sua sexualidade, pense bem comigo.

Ter uma mulher com você, que vá andar ao seu lado, não atrás, que vai gostar de sexo e manter uma mente aberta em relação a experiências sexuais entre vocês dois, além de ainda vê-la crescer na vida, não é/seria a melhor coisa do mundo?

Juntos vocês tem a chance de descobrir muito mais coisas, e é fato. Agora, aos que acham que mulheres que gostam de sexo, por exemplo, não são para casar?!! Acorda! São justamente essas que conseguem manter o casamento com a chama sempre acesa, experimentando, brincando e causando com o marido.

Mentiras que os homens e as mulheres contam

Apesar de negar, todo mundo tem suas mentirinhas guardadas na manga; veja quais são as principais mentiras que ambos os sexos contam

        Apesar de não se tratar de um feriado, hoje, 1º de abril, é uma data que aparentemente todo mundo já nasceu sabendo para que servia. O Dia da Mentira, também conhecido como Dia dos Bobos, é repleto de brincadeiras que vão das mentirinhas brancas ao humor negro, servindo como um passatempo saudável e útil para umas boas risadas.

        “Mamãe, estou grávida.”

        “Cara, você não acredita, roubaram meu carro.”

        Quem nunca ouviu frases de efeito como essas no 1º de abril não sabe o que é viver a emoção do Dia da Mentira. E em comemoração a data, mesmo não sendo feriado para ninguém (e todos sabem, nós gostamos de feriados), o Camerahot separou as principais mentiras que os homens e as mulheres contam, mas não no Dia da Mentira, todos os dias mesmo!

As mentiras que eles contam:

Estou bonita?

mentiroso contando mentirasSeu namorado já está sentado na sala, aguentando o sogrão assistir ao jogo de vôlei e brigar com o Bernardinho, enquanto você, há duas horas, se arruma. Escova aqui, maquiagem ali, dez peças de roupas e sapato até achar uma que dê certo. Quando sai do quarto, finalmente ele pensa que poderão ir, até você perguntar “Estou bonita?”. Sinceramente? É claro que ele vai responder que sim, mesmo que você esteja meio cafoninha. Não aguenta mais ficar esperando, ainda mais ao lado do sogro.

O famoso compromisso importante

Se você mantém a rédea muito curta, pode ter certeza que compromissos importantes vão surgir. Talvez ele nem esteja te traindo, como todas acham, mas sim querendo tomar uma cerveja com os amigos e jogar um sinuca enquanto falam sobre mulher (isso é óbvio).

Amanhã falamos sobre isso

Ninguém gosta de discussões e DR’s, homens, menos ainda. Essa frase de efeito serve para encerrar ou adiar, o máximo possível, as conversas chatas, nas quais você sempre vai pegar no pé dele e ele sempre vai se achar a vítima.

Meu celular ficou sem bateria

Ele foi para o aniversário da tia-avó de 98 anos, mas para de responder suas mensagens, você liga e só dá caixa postal. O drama da bateria. Apesar que a jornalista que vos escreve consegue acreditar nessa, afinal, com esses celulares cheios de funções, a bateria realmente acaba muito rápido.

Não é o que você está pensando

Ele foi pego no flagra com sua melhor amiga na cama. Não é o que eu estou pensando? Claro que não, é o que estou vendo! Eles nunca sabem o que falar, ficam de rodeios, justificativas, sem conseguir explicar nada. Essa talvez seja a mais clichê e também a que mais tem coisa por trás.

Filmes de amor

Você acha mesmo que seu namorado gosta de filmes românticos? Não, ele prefere terror, ficção científica ou aventura, mas qual a melhor chance de trocar uns amassos se não no escurinho do cinema ou debaixo das cobertas enquanto vem um filme? Está aí a resposta.

As mentiras que elas contam:

Mais cinco minutinhos, tá?

mentirosa contando mentirasSim, nós demoramos para nos arrumar. E quando pedimos mais cinco minutinhos, é claro que não falta só isso. Provavelmente ainda precisamos fazer escova no cabelo, fazer a maquiagem, achar o sapato adequado. Mas você não quer sair com uma mulher meio mal arrumada ao lado, certo?

Tamanho não é documento

Sim, talvez seja. Mas não é o fim do mundo. Para isso não ser levado em conta, alguma coisa vai ter que ser compensada. Se o gato tem pênis pequeno, não importa, que mantenha o ritmo, aprenda técnicas. Para tudo dá-se um jeito.

Estou satisfeita com meu corpo

Podemos estar em forma, ser a mais magra, alta, gostosa, mas nunca estaremos satisfeitas. Sim, mulheres acham defeito em tudo, principalmente em si mesma.

Não sou ciumenta

Mas pode excluir aquela sua amiguinha do Facebook. Vamos fingir que somos tranquilas, mas não fique muito de papo com meninas bonitas. Elas ficam mais bonitas se estiverem longe.

Está tudo bem, de boa

Se estamos meio quietas e ao perguntar dizemos que está tudo bem, não acredite. Não está. Nunca se contente com a primeira resposta. Vem alguma coisa aí.

Não falo mal de ninguém

Apesar de homens também serem fofoqueiros, nós somos mais e é ingênuo e muito mentiroso quem diz que não. Apesar de muitas vezes não ter maldade nos comentários, sempre tem alguma alfinetada a se fazer. É normal.

mentiras que contam

        Além dessas, você sabe ou já contou alguma mentira que não está na lista? Conte-nos no comentário!