Considerado um dos mais absurdos no que diz respeito a sexo, a famosa chuva dourada é de chocar qualquer um

        Como já é de praxe, todo começo de mês escolhemos um tema polêmico e preparamos uma postagem exclusiva para vocês tirarem todas suas dúvidas no que diz respeito aos maiores tabus no mundo do sexo.

        Fetiches que vão além da imaginação humana, gostos que a um primeiro instante podem parecer perturbadores ou então sem noção, são apresentados aqui de forma esclarecedora e sem preconceitos.

        Anteriormente, apresentamos alguns fetiches que podem ser considerados mais leves se comparados a esses, como por exemplo a agalmatofilia, ou seja, o desejo sexual por estátuas; o chocking, que nada mais é que sufocar levemente o parceiro durante a relação; a moda das roupas de látex, sadomasoquismo e a gravação de sextapes.

        Porém, esses fetiches são tranquilos se comparados ao que apresentaremos hoje: a famosa chuva dourada ou então golden shower.

Chuva dourada ou Golden shower

        O fetiche chuva dourada nada mais é que o ato de urinar no parceiro ou parceira durante a relação sexual. Sim, gente, é mandar para fora suas vontades fisiológicas durante o sexo sobre a pessoa que está com você.

        Vocês me perguntam, mas Aurora, como alguém pode sentir tesão em uma coisas dessas?

chuva dourada ou golden shower

        Em primeiro lugar, é bom deixarmos claro que cada pessoa sente prazer no que mais lhe agrada e é única, o que pode não ser assim tão bom para o outro que vê de fora.

        A questão da chuva dourada, a um primeiro momento, pode ser analisada a partir da quebra de regras sociais.

        Uma vez que o xixi é descartado culturalmente, o fato de fazer brincadeiras com a urina pode deixar a pessoa excitada somente pelo fato de quebrar um tabu social, transgredir regras.

        Urinar no parceiro ou parceira também pode estar diretamente ligado ao sadomasoquismo e a necessidade de humilhar a pessoa com quem está fazendo sexo.

        Outras questões, como a temperatura e o cheiro da urina também podem ser atraentes para quem gosta de chuva dourada. Seja pelo conforto do líquido quentinho ou o cheiro característico que pode lembrar a infância, a vontade está aí para alguns.

        Porém, não adianta apenas um dos dois do casal gostar disso. Para chegarem a conclusão que vão partir para esse tipo de fetiche durante o sexo, é necessário que haja muita conversa e os dois estejam dispostos a isso sem constrangimento algum.

        Envolvimento, confiança e segurança são necessários para delimitar que limites vocês terão durante essa brincadeira, e com isso, não será contestada a moral de uma sociedade que vem se perdendo aos poucos.

        Ah, além de conversa, também será necessário um lençol a prova d’água, só para não terem o problema do colchão ficar cheirando urina pelos próximos dias e vocês receberem alguma visita que perceba o odor.

        Enfim, como gostamos, quebramos aqui o preconceito que existe acerca da famosa chuva dourada.

chuva dourada ou golden shower 2

        Pode parecer estranho a seu ver? Sim, com certeza, mas o corpo e o prazer é coisa única, individual de cada um, então, julgar o outro por conta de uma forma de tesão não tem cabimento.

        E, caso você recebe a notícia de que seu parceiro queira realmente experimentar um desses fetiches, na conversa vocês conseguem se acertar para que cada um faça o que mais lhe dá prazer.

 Mas caso ele ou ela não aceite, ou você tenha apenas a curiosidade, confira no CameraHot, lá algumas meninas não só fazem a tão famosa Chuva Dourada como adoram fazer Online e Ao Vivo na Webcam! 

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Adoro td que diz respeito a dominação, submissão etc.. sou um escravo nato, exceto inversão, aceito td que minha DONA queira fazer comigo. Há e atenção DOMMES que sejam bem sadicas (é só pras beeemmm sadicas) estou sem DONA estou louco, sedento por escravidão. Interessa um escravo fiel, obediente,submisso e sem limites pra dor?? Whatsapp 8182853075

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui