Ciência revela a associação entre sexo e videogame

Uma recentíssima pesquisa revelou os segredos por trás dessa relação que, aparentemente, sequer existia: sexo e videogame.

De acordo com o estudo, nessa batalha onde os hormônios falam bem mais alto, existe um contraditório campeão.

Mas isso eu revelo no final dessa jornada, quer dizer, no final deste artigo. 

Jogo duro: relação entre videogames e a vida sexual

C L A R O que a pesquisa foi realizada com homens adultos, mas talvez tivesse sido interessante incluir as mulheres gamers no estudo para deixar tudo mais interessante 😉

Até porque foi bem sem graça a dinâmica com os entrevistados. ¬¬’

(não teve nenhuma gostosa brincando com manete dos homens)

Foram 396 gamers e não-gamers, entre 18 e 50 anos, recrutados em redes sociais e sites, que responderam anonimamente a 2 questionários.

Ejaculação precoce e videogame

Ao contrário do senso comum, esse teste apontou que jogadores contumazes de videogame não têm problema algum com ejaculação precoce. 

Porém, 1/3 dos não-gamers apresentaram resultado que indica ejaculação precoce, enquanto ZERO gamers não possuem esse probleminha de descontrole.

Disfunção erétil + desejo sexual + orgasmo e videogame

Já no 2º questionário, o tema do apetite sexual também foi contraditório, porque os jogadores apresentaram ter menos vontade de transar que os não-jogadores de games.  

Sexo e videogame: final fight

A pesquisa concluiu que os hormônios (sim, mais uma vez a querida dopamina) ditam tudo.

Sobre o desejo sexual nos gamers: a dopamina supre o tesão dos homens, já que jogar aumenta muito a produção desse hormônio da felicidade.

Daí… bem… quando transam, os jogadores têm menos prazer ao gozarem. 

Sobre a ejaculação precoce nos gamers: a quantidade excessiva de dopamina no corpinho dos jogadores de videogame relaxa tanto que é possível controlar a gozada.

Ou seja, os caras não melam a cueca pois estão dopados de tanto produzir esse famigerado, contraditório e sacana hormônio do prazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *