Nova onda dentre os fetiches promete mais prazer aos gordinhos

            Chegou mais um começo de mês e, junto dele, o CameraHot, maior site de strippers virtual do Brasil, traz uma postagem especial visando abordar um fetiche específico e todos seus pormenores.

            Aproveitamos esse espaço como uma área para aprendizado e esclarecimentos, tiramos dúvidas e o mais importante, quebramos os tabus que muitas vezes podem se transformar em um certo preconceito quando não se existe as devidas informações sobre o tema.

        Mas, primeiramente, precisamos deixar claro que fetiche nada mais é que o despertar de uma excitação sexual a partir de algum contexto, fantasia ou objeto, que muitas vezes é considerado fora dos padrões morais e éticos de uma sociedade denotada.

        Na nossa série de postagens, já falamos dos fetiches clássicos até os mais estranhos e desconhecidos. Trouxemos a asfixia erótica como você nunca ouviu falar, o sadomasoquismo  e suas roupas de látex além da estranha chuva dourada e os hábito de cheirar calcinhas femininas.

        Pois é, são muitos os temas e eles não param por aqui. Hoje escolhemos um tema ainda polêmico para alguns, mas que aos poucos vem ganhando muitos adeptos.

            Você já ouviu falar de feederismo?

            Se sim, parabéns, está muito antenado nos fetiches do momento, se não, calma lá, já te explicamos.

            Feederismo nada mais é que a atração sexual por pessoas gordas, obesas, muito além do peso estipulado pela ditadura da magreza e da mídia.

            Mas esse fetiche vai um pouco mais além do simplesmente gostar de pessoas gordinhas. Tem pessoas que praticam o feederismo por outros motivos e eles explicamos abaixo.

            Uma pessoa feederista pode tem uma tara incomum pela comida e pelo ato de se alimentar, ou seja, alguém que é adepto desse fetiche, gosta de ver a si mesmo engordando, ganhando quilos extras.

            O ato de comer, de apreciar um alimento, torna-se uma sensação de extremo prazer e excitação para o feederista. É como se a pessoa tivesse um orgasmo a cada quilo ganho.

            Em outros casos, há gente que simplesmente gosta do fato do parceiro estar acima do peso (geralmente muito acima do peso) e faz de tudo para que isso continue e, muitas vezes, aumente.

            Nesse caso, o feederista gosta de ver sua parceira ou parceiro comendo, gosta de alimentá-lo com comidas repletas de gorduras, carboidratos, sódio e todo o tipo de alimento que engorda rapidamente.

            Esses dois exemplos acima se encaixam num caso que está dando o que falar na internet: a garota que decidiu engordar a pedidos do namorado.

            Tammy Jung chegou a pesar 50 quilos na adolescência, porém, ao conhecer Johan Umberman e começar a namorar com o rapaz, sua vida mudou drasticamente.

Feederismo – Fetiche por gordinhos

            Ele pediu e ela aceitou ganhar mais de 60 quilos para satisfaze-lo sexualmente. Na prática, o rapaz alimenta a moça com dezenas de comidas gordurosas, inclusive dando a ela milkshake em um funil, para que ela consiga tomar tudo.

            Ele gosta de vê-la gorda e, além disso gosta de vê-la comer, gosta de alimentá-la. Ela gosta de engordar e gosta dele a estar alimentando.

            Dois casos explícitos de feederismo. Confira o video abaixo do caso Tammy Jung e chegue às suas próprias conclusões.

https://www.youtube.com/watch?v=jfxPWK47eLg#t=183

            Mas, voltando ao fetiche em si, o desejo dos praticantes está no ato de ver a parceira comendo, se sentindo sexualmente ativos por causa dos movimentos de lábios ou até mesmo da sujeira de molho na pele ou roupa.

            O cheiro da comida também funciona como um estimulante que arrepia muito, já o ato de comer traz um suprassumo de prazer e apimenta bem mais o sexo.

Feederismo-no-camerahot

Termos do feederismo

            No feederismo, cada tipo de gosto tem um nome específico para as pessoas se acharem. Separamos alguns desses termos para você poder adentrar o universo desse fetiche.

            Feeders são as pessoas que sentem prazer em alimentar o parceiro e vê-lo engordar.

            Feedee já diz respeito as pessoas que aceitam engordar pelos parceiros, como é o caso de Tammy Jung.

            Mutual gainer trata-se da junção das duas coisas, ou seja, tanto as pessoas que gostam de ver o parceiro e a si mesmo engordando.

            Por fim, os mais extremistas são chamados de SSBBW (super sized big beautiful). São aquelas pessoas que estão muito acima do peso ou até mesmo em obesidade mórbida a ponto de não conseguir sair da cama.

Perigo

            A única coisa perigosa nesse fetiche é que, por conta do desejo de engordar, muitas pessoas acabam ingerindo muito açúcar e gorduras, criando uma pessoa obesa nada saudável.

            Em contrapartida, apesar da saúde estar um pouco em risco, as pessoas adeptas do feederismo dizem ser muito felizes e satisfeitas sexualmente falando, mesmo estando for a dos padrões da sociedade.

Feederismo no CameraHot

            E pra você que já conhecia esse fetiche ou ficou interessado em conhecer meninas que estão acima do peso ideal e entram na onda do feederismo, não fique triste, no CameraHot temos meninas para todos os gostos, ou seja, inclusive para você que gosta das gordinhas.

            Acesse o site e confira!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui