masturbacao no trabalho

Psicólogos aconselham masturbação no trabalho

Uma maravilha é comemorada agora em maio: entramos no delicioso Mês Internacional da Masturbação.

Convenhamos, uma data emblemática como essa, que une povos ao redor do mundo, merece nossa atenção e muitas homenagens. Claro!

Inclusive no trabalho sim. Deixa eu te explicar melhor…

Masturbação no trabalho: a nova “pausa pro cigarro”

Um incrível professor de psicologia sugere uma pausa na rotina de trabalho para “descabelar o palhaço”.

masturbacao no trabalho feliz

O que esse adorado professor, da universidade de  Nottingham Trent, alega é que “ordenhar a cobra” deixa funcionários menos estressados e, consequentemente, aumentam o foco em suas tarefas de labuta. 

Na real, homens e mulheres são beneficiados por essa prazerosa prática auto-erótica. 

Sorrisinhos amistosos + menos tédio + aumento de foco no trabalho + menos agressão entre os colegas = produtividade. Masturbação no expediente é a win-win situation para as organizações. 

Tanto que outros estudos apontam que cerca de 30% dos trabalhadores nova-iorquinos tiram um tempinho para ir ao banheiro aliviar seu estresse com uma boa “bronha”. 

Mas, afinal, “fazer amor consigo mesmo” é realmente uma boa ideia?

Cuidados com a masturbação no trabalho

Porém, contudo, todavia, como tudo que é bom inspira cuidado e alegria de pobre dura pouco, “punheta” no meio do expediente pode ser uma grande furada.

Primeiramente, não é aconselhável se masturbar fantasiando sobre um coleguinha do emprego por n razões diversas, como: isso pode te distrair bastante e comprometer sua rotina no trabalho.

Você também está sujeito a falhas. Pode ser que sua “siririca” não culmine num orgasmo, o que te deixará mais estressada do que relaxada. Concorda?

Por fim, caso não goze rapidamente no “5-contra-1” você pode ficar frustrado, o que comprometerá suas tarefas no expediente.

Apesar de especialistas afirmarem que masturbação deveria ser uma prática efetivada no ambiente de trabalho, “pecar na mão” parece não ser pra todo mundo.

Se, infelizmente, for o seu caso então é melhor manter a pausa do cigarrinho, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *